Artigos - Sexo Pogona


O sexo dos Dragões

O sexo dos Dragões

 

Temos um Casal?
Tudo leva a crer que já podemos dizer que o Alpha é um macho e a Beta uma fêmea, pois hoje quando observamos melhor o ventre do Alpha, verificamos que tem dois altinhos marcados, com um pequeno vale ao meio, mesmo sobre a cloaca. Quanto à possível fêmea Beta, não há quaisquer vestígios de masculinidade, no entanto, é um exemplar mais pequeno e pode ser prematuro tirar quaisquer conclusões.

Foto
Beta à esquerda e Alpha à direita

O sexo dos "Dragões de Pogona" como refrem alguns, é muito difícil de confirmar a olho nu, especialmente quando se trata de crias ou dragões muito jovens.

Foto
Orgãos sexuais dos Dragões Barbudos

Os sinais de sexagem dos Pogona vitticeps tornam-se mais evidentes com a idade adulta, no entanto, alguns animais muito jovens ainda, podem ser facilmente identificados e com uma certeza de mais de 90%.


Alguns autores, dizem que há várias formas de identificar o sexo dos Dragões Barbudos e, apesar de não concordarmos com elas, deixamos aqui o seu registo documental. Para nós, a sexagem só é segura, através da observação visual dos orgãos genitais dos DBs...



Dizem alguns especialistas que, em mais de 80% dos casos, as fêmeas têm a cabeça mais pequena que os machos, relativamente ao corpo, fazendo com que a cabeça do macho seja mais larga que o corpo e a da fêmea mais estreita, dando-lhe um ar mais afiado. Esta teoria não é fácil de confirmar, pois têm-se verificado demasiadas excepções.
Outros, dizem que as barbas dos machos são mais evidentes e mais negras, sendo as das fêmeas menos proeminentes e mais brancas, mas esta teoria também nem sempre é verificada, por isso, não pode servir de bitola.
O crescimento dos dragões é irregular, pelo que também não podemos dizer que os machos sejam maiores que as fêmeas, quando pertençam à mesma ninhada, pois os Pogona vitticeps têm fases de paragem e crescimento brusco na sua vida. Essas fases não são iguais para todos, nem cíclicas, pelo que podemos ver uma fêma desenvolver-se mais depressa que o macho, mas depois mais tarde, ser ultrapassada por este no seu crescimento.

Nós preferimos o método visual, levantando a cauda dos dragões (no sentido do seu dorso), com muito cuidado para não magoar o animal, pressionando ligeiramente a base (ver fotos mais abaixo) e vendo com atenção a região da cloaca dos espécimes em observação.


No caso do macho, podemos localizar dois altinhos testiculares, depois da cloaca, junto à base da cauda, conforme foto seguinte e formando um pequeno vale entre os dois discretos montinhos.


 

Foto
Orgãos sexuais masculinos


As fêmeas, não têm estes dois altos, mas sim um único e horizontal, muito próximo da cloada e, isso, pode ser visto na foto seguinte.


 

Foto
Orgão sexual feminino

Este é o processo que preferimos para efectuar a sexagem dos Dragões Barbudos, mesmo que para tal, tenhamos que esperar bastante mais tempo. A evidência destes sinais é tardia e nem em todos os jovens podem ser suficientemente claros para ajudar a identificar o seu sexo.
Mais tarde, quando adultos, os dragões apresentam também, claros e explícitos, alguns poros de acasalamento. Esses sinais, encontram-se na região das "coxas interiores" e passam de uma perna à outra.
Nas fêmeas, os poros são pequenos e em alto relevo, como pequenas borbulhas ou piquinhos, mas nos machos são grandes e fundos, como se fossem mesmo pequenos buracos. Nas fotos seguintes, podemos ver isto claramente, mas nem sempre estes sinais estão visíveis e identificáveis como nas fotos seguintes.

 

Foto
Os poros de um Dragão macho

Foto
Os poros de um Dragão fêmea

Teremos mesmo um casal?...

 


<< Voltar



Dr. Thiago R. Salvador - Médico Veterinário
Animais Silvestres, Exóticos e Peixes
(11) 9241-2562

 
1024 x 768 - True Color
ChacalSoft © 2004 - 2008
Direitos Reservados